A Igreja Medieval

Information about A Igreja Medieval

Published on July 19, 2014

Author: Edenilson73

Source: authorstream.com

Content

PowerPoint Presentation: IDADE MÉDIA O Poder da Igreja Medieval PowerPoint Presentation: A expansão do cristianismo Embora tenha sido considerada uma seita subsersiva , durante boa parte do Império Romano, o cristianismo se tornou a religião mais importante da Europa Ocidental . Sem dúvida o grande responsável pela difusão do cristianismo , teve o seu início com Paulo de Tarso , que havia nascido 10 anos após a morte de Jesus Cristo . PowerPoint Presentation: A expansão do cristianismo Com Constantino (306-337), a partir da garantia da liberdade de culto, o cristianismo ganhou a condição de expandir por todo o império romano entre os século IV e VI . Teodósio , em 391 , com o reconhecimento do novo credo, dava ao cristianismo os ares de religião oficial do Império Romano. O corpo eclesiástico , responsável pela liturgia , começou a ser formado desde os primórdios do cristianismo se tornando bastante organizado. Assim, dentro de uma hierarquia onde bispos , que conduziam as cerimônias , presbiteros e diáconos , que serviam de auxiliares foi montada uma das mais poderosas instituições da Idade Média. Dessa forma o cristianismo se expandiu por toda a Europa, parte da África e Ásia. PowerPoint Presentation: A expansão do cristianismo PowerPoint Presentation: A organização do clero ARCEBISPO BISPO DIOCESE ( BISPADO ) VÁRIAS IGREJAS VÁRIAS DIOCESES ( PROVÍNCIA ECLESIÁSTICA ) PARÓQUIAS VIGÁRIO A Igreja Católica Medieval: A Igreja Católica Medieval A Igreja Católica se tornou a Instituição mais importante poderosa do medievo. Nas suas mãos estava o Poder Espiritual (poder sobre a família, e sociedade) e o Poder Temporal ( autoridade sobre a política , administração de bens, etc.) Nos Estados Pontifícios o Papa mantinha o Poder Temporal e Espiritual . A Igreja Medieval também matinhas obras de caridade, leprosários, orfanatos, asilos, além de escolas e centros culturais , administrados por Abades . Nas Abadias ., existia um poder total por parte da Igreja, não podendo ser invadida sem autorização do próprio Papa . Assim, não foi incomum a Igreja dar asilo a quem lhe interessasse, sem que qualquer força policial pudesse intervir. A Igreja não era uma “célula” única, se dividindo em Ordens Religiosas. PowerPoint Presentation: As ordens religiosas Os beneditinos , foram a mais antiga Ordem Monástica , criada a partir de uma abadia 529, por São Bento . A ordem foi criada no Monte Cassino , após a morte de São Bento (480-543), em Núrsia , na Itália Os monges deveriam fazer votos de castidade , pobreza e de obediência aos superiores. Outras ordens foram criadas na Baixa Idade Média , como a dos dominicanos, por Domingos de Guzmán , em 1260. Outras ordens foram criadas na Baixa Idade Média , como a dos dominicanos , por Domingos de Guzmán , em 1260. Na Itália, com Francisco de Assis (1182-1226) os franciscanos , fizeram parte das chamadas ordens mendicantes , renunciavam a bens materiais. Administrado por abadessas , também existiam ordens femininas , como a das carmelitas , todas eram ordens seculares , que tinham contato com o mundo. De maneira geral, as ordens viviam da caridade pública e da ajuda de homens e famílias abastadas , que contribuíam com a sobrevivência das mesmas. PowerPoint Presentation: O questionamento do poder No século X, graças as grandes divergências entre algumas ordens religiosas , começaram alguns movimentos de contestação do poder temporal da Igreja. Na França, na abadia de Cluny , um grupo de monges formavam um mosteiro que se dedicava a seguir às ordens papais, sem interferência da nobreza . Esses monges, de ordem beneditina , também questionavam a simonia , além da vida suntuosa de alguns bispos . A partir século XI, o o bispo ou abade passou a receber o báculo e o anel , do próprio rei ( a entronização ) prestando juramento de fidelidade e de vassalagem ao monarca . Em 1073, um monge de Cluny, se tornava papa com o nome de Gregório VII , tomando medidas soberanas no Dictatus papae . PowerPoint Presentation: A questão das investiduras Em 962, Otão I , fundou o Sacro Império Germânico-romano , substituto do Império Romano do Ocidente. Os sucessores de Otão I , afim de manter a autoridade real, passaram a nomear os bispos e abades, para dirigir os mosteiros e dioceses . Com isso, o rei tinha certa autoridade sobre os rumos da Igreja Católica . Entretanto, em 1075, o papa Gregório VII (1073-1085), publicou um decreto contra essa prática. Pelo decreto o papa proibia a escolha de bispos e abades pelo leigos , como o rei. Esse embate entre o poder espiritual (igreja) e o poder temporal (o rei), ficou conhecido como “A Querela das Investiduras” . O outro personagem desse fato foi o rei Henrique IV , da Germânia, imperador do Sacro Império Germânico-romano . O imperador declarou o papa deposto e, o papa, por sua vez, declarou o imperador excomungado . A atitude de Henrique IV acabou por provocar uma dissidência dos senhores feudais . Os senhores feudais acompanharam a autonomia da Igreja nas questões espirituais . Assim Henrique IV perdia o direito de suserania sobre os nobres de terras da Europa. Enfraquecido, Henrique IV teve de recuar em sua decisão contra o papado. O imperador , em 1077, se viu obrigado a se dirigir até a Itália , sede do papado , e humilhar-se pedindo perdão publicamente ao papa Gregório VII . Contudo, em 1080, frente a um poderoso exército, destronou o papa dando posse a um outro, Clemente III . O papa Gregório VII , fugiu se refugiando na Península Italiana, passando assim a existir dois papas , até 1122 , durante 42 anos . Somente com o papa Calixto II , em 1122, se chegava ao fim a Querela das Investiduras . O imperador Henrique V , e o papa assinaram um tratado pondo fim às dipustas quanto ao poder. O acordo foi a Dieta ou Concordata de Worms , onde os bispos e abades passavam a receber do papa o poder espiritual simbolizado pelo báculo e o anel . Quanto ao Imperador a coroa e o cetro , formalizaria o símbolo do seu poder temporal (político) Tais símbolos se tornaram tão importantes para as relações entre o Estado e a Igreja , que perduraram até o fim da Idade Média . Essa unidade esteve presente inclusive nas Cruzadas . PowerPoint Presentation: O cativeiro de Avignon Com Felipe IV, o Belo , se deu continuidade à política de seus antecessores, expandindo fronteira e centralizando o poder real . Graças às dificuldades financeiras Felipe IV levou a conflitos com a Igreja Católica , da qual resolveu cobrar impostos . O Papa Bonifácio VIII acabou ameaçando o rei de excomunhão e através da Bula Unam Sanctam , reafirmou a autoridade da Igreja sobre os homens. Graças ao agravamento da situação, Felipe IV , convocou a Assembleia dos Estados Gerais , que reunia membros do clero, da nobreza e dos comerciantes que acabou autorizando os impostos. Com a morte de Bonifácio VIII o rei interferiu na sucessão papal escolhendo Clemente V e transferindo o papado para Avingnon , na França. Durante 70 anos (1307-1377) o papa esteve sob a tutela dos reis franceses, o que intensificou a crise dentro da cristandade . Assim o papado se dividiu, com eleições de pontífices em Pisa e Roma determinando excomunhões e perseguições. Isso ficou conhecido como o “Cisma do Ocidente” . A crise só terminou em 1417, com a eleição de Martim V , no Concílio de Constança . PowerPoint Presentation: O Sacro Império Romano-Germânico A extensão territorial do Sacro Império Romano-Germânico variou durante sua história, mas no seu ápice englobou os territórios dos Estados modernos da Europa Ocidental . Na maior parte da sua história, o império consistiu de centenas de pequenos reinos, principados, ducados, condados, Cidades livres imperiais , e outros domínios com forte caráter simbólico e religioso . Apesar de seu nome, na maior parte da sua existência não incluiu a cidade de Roma . Lutas entre os papas e os Imperadores do Sacro Império foram comuns levando a poderes locais que, por vezes, se sobrepunham ao soberano. Os soberanos do Sacro Império, por um curto período, foram os Carolíngios , depois: os Guideshi , os Saxões , a Dinastia Sália , os von Süpplingerburg , os von Hohenstaufen , os Guelfos , os von Wittelsbach , e os von Habsburg . PowerPoint Presentation: As heresias Venda de indulgências VALDENSES Pedro Valdo 1140-1217 Mercador e banqueiro francês de Lyon Abandonou o comércio e se tornou pregador Fez voto de pobreza e exigiu o mesmo da Igreja Em 1173 fez voto de pobreza e doou seus bens aos pobres ALBIGENSES ou CÁTAROS Cidade de Albi, Languedoc Amálgama de conceitos cristãos, gnósticos e maniqueístas Pregavam a fraternidade , vida simples e divisão dos bens eclesiásticos Foram considerados hereges e, por isso, perseguidos e condenados pela Igreja Por ordem do Papa Gregório IX se formou a Cruzada Albigense (1209-1244) Ainda com o Papa Lúcio III aconteceu, em 1184, a punição de hereges que poderiam ser punidos por leis civis. PowerPoint Presentation: O pensamento da Alta Idade Média Na Alta Idade Média se destacou o pensamento de Santo Agostinho (354-430) O pensamento agostiniano fundia a cultura greco-romana à filosofia cristã . Santo Agostinho se baseou na filosofia de Platão do chamado “mundo das coisas” (real) e “mundo das ideias” . Segundo essa prática o mundo real ( mundano ) era apenas uma contemplação do mundo espiritual . Para Santo Agostinho o mundo terreno era apenas a realização da vontade de Deus , ou seja, uma predestinação . Portanto, apenas pelos sacramentos da Igreja (a fé) o homem alcançaria a salvação eterna . Mesmo assim, não faltaram críticas e manifestações contra a Igreja como os poetas goliardos e mesmo o carnaval . PowerPoint Presentation: FINAL DO 2º CAPÍTULO

Related presentations


Other presentations created by Edenilson73

A plantation escravista
10. 03. 2014
0 views

A plantation escravista

Antiguidade Oriental
09. 03. 2014
0 views

Antiguidade Oriental

Primavera Árabe
01. 03. 2014
0 views

Primavera Árabe

Nova Ordem Mundial
19. 02. 2014
0 views

Nova Ordem Mundial

As revoluções Inglesas
30. 03. 2014
0 views

As revoluções Inglesas

Idade Moderna - Absolutismo
02. 04. 2014
0 views

Idade Moderna - Absolutismo

REGIMES TOTALITÁRIOS
18. 04. 2014
0 views

REGIMES TOTALITÁRIOS

A POLÍTICA COLONIZADORA
27. 04. 2014
0 views

A POLÍTICA COLONIZADORA

A REPÚBLICA DOS EXCLUÍDOS
14. 05. 2014
0 views

A REPÚBLICA DOS EXCLUÍDOS

AULÃO de História Regional
16. 05. 2014
0 views

AULÃO de História Regional

IMPÉRIO BIZANTINO
22. 05. 2014
0 views

IMPÉRIO BIZANTINO

A Guerra Fria
24. 05. 2014
0 views

A Guerra Fria

TOTALITARISMO NAZIFASCISTA
30. 05. 2014
0 views

TOTALITARISMO NAZIFASCISTA

OS FENÍCIOS
07. 06. 2014
0 views

OS FENÍCIOS

IMPÉRIO PERSA
07. 06. 2014
0 views

IMPÉRIO PERSA

O SURGIMENTO DA EUROPA
14. 06. 2014
0 views

O SURGIMENTO DA EUROPA

AS CONJURAÇÕES
21. 06. 2014
0 views

AS CONJURAÇÕES

O SEGUNDO GOVERNO VARGAS
22. 06. 2014
0 views

O SEGUNDO GOVERNO VARGAS

A Prova de História no ENEM
24. 09. 2014
0 views

A Prova de História no ENEM