marrocos2

Information about marrocos2

Published on October 24, 2007

Author: Jolene

Source: authorstream.com

Content

Marrocos “A ação e adaptação do homem à desertificação: Passado e Presente”:  Marrocos “A ação e adaptação do homem à desertificação: Passado e Presente” Jessica Kim nº. 21 Júlia Mazucato nº. 23 Stephanie Toloi nº. 35 Profº Luiz e Nancy Geografia::  Geografia: Coordenadas Geográficas: 32 00 N, 5 00 O Relevo: A grande cadeia do Atlas corta o pais de Sudoeste a Nordeste. Planaltos ocupam a parte central. No litoral estendem-se as planícies, cortadas pelas montanhas do Rif. Clima: Temperado nas zonas costeiras, continental no interior e nas montanhas e desértico no sul. Hidrografia: A bacia fluvial marroquina é abundante e seus rios caudalosos, embora a maioria não conseguem chegar ao mar devido aos enormes bancos arenosos junto às desembocaduras. Vegetação: A diversidade geográfica de Marrocos compreende uma extensa variedade de espécies animais e vegetais. Assim, o deserto e a estepe, embora igualmente áridos, contêm espécies diferentes e partilham outras muitas variedades. Desertificação:  Desertificação A desertificação é a degradação das terras secas. Este processo consiste na perda da produtividade biológica e econômica das terras agrícolas, das pastagens e das áreas de matas nativas devido às variações climáticas e às atividades humanas. Como uma região semi-árida pode virar desértica :  Como uma região semi-árida pode virar desértica Um dos principais fatores que aumentam as regiões desérticas é a ação antrópica, na qual uma região é desmatada, e não é plantado nada no lugar, fazendo com que a região sofra erosão. Durante o processo, não há mais vegetação para umedecer a área, então a quantidade de chuvas diminui, impedindo a vegetação de crescer, com isso a área que antes era uma região semi-árida, vira uma região árida, que pode aumentar ao longo do tempo, virando um grande deserto. Características Sociais, Econômicas e Políticas:  Características Sociais, Econômicas e Políticas A forma de governo Marroquina é a monarquia parlamentarista. É divido em7 regiões subdivididas em províncias e 2 prefeituras (Casablanca e Rabat). O Chefe de Estado é o rei Hassan II, desde 1961, e o Chefe de governo é o primeiro-ministro Abderrahmane el-Yousifi, desde 1998. As principais atividades econômicas são: agricultura de trigo, cevada, beterraba, frutas cítricas, tomate, batata; pecuária de bovinos, ovinos, caprinos, aves. Também tem como atividade econômica a pesca, e mineração de fosforito, ácido fosfórico, carvão; indústria de fertilizantes, refino de petróleo, alimentícia e têxtil. A sociedade marroquina parece ter mantido-se sempre complexa, pela coexistência de camponeses, nômades e citadinos. Poucos foram os Portugueses que conheceram com alguma profundidade aquela sociedade. No fim do século XVI, o olhar lançado sobre Marrocos pela classe culta portuguesa era redutor e agressivo. Os estudos científicos começaram apenas a desenvolver-se, com certa lentidão, a partir do século XX. Havia muita discriminação para com as mulheres, elas não eram alfabetizadas, só cuidavam da casa e da família. Adaptação do homem nesta região:  Adaptação do homem nesta região A exploração de minérios centra-se na extração de fosfatos no Saara Ocidental. Os beduínos vestem roupas pesadas (que cobrem o corpo inteiro) no deserto, devido às altas temperaturas. Eles usam essas roupas para manter a temperatura do corpo já que a temperatura do Saara pode chegar a 60ºC. No sul do Marrocos, iniciam-se as terras áridas do deserto do Saara. O nome Marrocos significa “A terra do sol poente”. Da aridez do país desértico surgem cachoeiras de 60 metros de altura e florestas com cedros centenários, não esquecendo 1.100 quilômetros de litoral dividido entre as águas claras do oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo e da neve que pontua os cumes da Cordilheira Atlas no inverno. As casas são brancas, para não absorver o calor, e manter o ambiente fresco e arejado.  Casablanca é uma cidade portuária e industrial, cujo nome tem sentido literal: a primeira casa construída depois do terremoto que destruiu a antiga cidade de Anfa em 1755, era branca para servir como ponto de referência aos viajantes que cruzavam o país e aos navios que se aproximavam da costa. Imagens do Marrocos:  Imagens do Marrocos Conclusão:  Conclusão O Marrocos, assim como os países do norte da África, sofre pelas altas temperaturas, devido a sua localização geográfica, que contribui para a existência do deserto do Saara, e a desertificação das áreas próximas. Os homens se adaptaram bem a região; extraem minérios do deserto, e ainda conseguem desenvolver atividades econômicas como agricultura e pecuária, sendo essas as principais atividades econômicas. O Marrocos também possui belas áreas de florestas e cachoeiras, e belas paisagens de arquitetura. Podemos dizer que mesmo com as precárias condições de solo perto das áreas do deserto, o Marrocos tem se desenvolvido, e transformado em um belo ponto turístico, admirado por várias pessoas do mundo.

Related presentations


Other presentations created by Jolene

Smart Dust and Micro Robots
07. 01. 2008
0 views

Smart Dust and Micro Robots

2509 9h20 kessler usoinseguro
02. 05. 2008
0 views

2509 9h20 kessler usoinseguro

whats driving emerging markets
27. 09. 2007
0 views

whats driving emerging markets

Barrie Peter Pan Text Only
12. 10. 2007
0 views

Barrie Peter Pan Text Only

rutherford winterjohnson
13. 10. 2007
0 views

rutherford winterjohnson

chap3 2
16. 10. 2007
0 views

chap3 2

IntroDNACloningDNARep
16. 10. 2007
0 views

IntroDNACloningDNARep

MOAC204
17. 10. 2007
0 views

MOAC204

nile hydrology
23. 10. 2007
0 views

nile hydrology

12 HACCPJuiceSeafood French
24. 10. 2007
0 views

12 HACCPJuiceSeafood French

politiques Sant Boi Pere Dorca
24. 10. 2007
0 views

politiques Sant Boi Pere Dorca

thomson
15. 10. 2007
0 views

thomson

climate change and poverty
29. 11. 2007
0 views

climate change and poverty

botnet underground economics
04. 12. 2007
0 views

botnet underground economics

Macroevolution
12. 10. 2007
0 views

Macroevolution

Roman Religion powerpoint
29. 10. 2007
0 views

Roman Religion powerpoint

2268Atakan
31. 10. 2007
0 views

2268Atakan

Banned Books
31. 10. 2007
0 views

Banned Books

Bob
01. 11. 2007
0 views

Bob

Week 3 DW Design Kimball
07. 11. 2007
0 views

Week 3 DW Design Kimball

STILLEHAVSKRIGEN3
13. 11. 2007
0 views

STILLEHAVSKRIGEN3

enhancing osh standards
14. 11. 2007
0 views

enhancing osh standards

ELISA 2004
12. 10. 2007
0 views

ELISA 2004

Climate McBean f
21. 10. 2007
0 views

Climate McBean f

PP 08 Conditioning
16. 11. 2007
0 views

PP 08 Conditioning

Ontologies in Bioinformatics
20. 11. 2007
0 views

Ontologies in Bioinformatics

laminas centroamÃrica
22. 10. 2007
0 views

laminas centroamÃrica

1World War II
23. 12. 2007
0 views

1World War II

NOAA Fisheries NMFS
28. 12. 2007
0 views

NOAA Fisheries NMFS

ClassDay4
31. 12. 2007
0 views

ClassDay4

ENGR310 1 07
03. 01. 2008
0 views

ENGR310 1 07

PAN Villarreal
22. 10. 2007
0 views

PAN Villarreal

gpr
05. 01. 2008
0 views

gpr

hansen
29. 10. 2007
0 views

hansen

3 El Hattab Ahamed
25. 10. 2007
0 views

3 El Hattab Ahamed

NWS Partnering
05. 10. 2007
0 views

NWS Partnering

Lyster
16. 10. 2007
0 views

Lyster

webcast1
29. 10. 2007
0 views

webcast1

Chicago
15. 10. 2007
0 views

Chicago

Faridah Noor Indian Dance New
23. 11. 2007
0 views

Faridah Noor Indian Dance New

xmm UG 051606
28. 11. 2007
0 views

xmm UG 051606

ISOM7
15. 10. 2007
0 views

ISOM7

Thermocouple
16. 02. 2008
0 views

Thermocouple

Gubler
21. 10. 2007
0 views

Gubler

test5
30. 10. 2007
0 views

test5

pit 2
26. 02. 2008
0 views

pit 2

m6 Eyler
28. 02. 2008
0 views

m6 Eyler

PSCM
07. 03. 2008
0 views

PSCM

pfl powerpoint may06
10. 03. 2008
0 views

pfl powerpoint may06

Prasa2001
13. 03. 2008
0 views

Prasa2001

PresentationANALYSTE SSNI2006
24. 10. 2007
0 views

PresentationANALYSTE SSNI2006

Perine I2 22april04
16. 03. 2008
0 views

Perine I2 22april04

Panel B Igor Hansen
20. 03. 2008
0 views

Panel B Igor Hansen

kapil kaul
25. 03. 2008
0 views

kapil kaul

part1 intro
07. 10. 2007
0 views

part1 intro

ans1 ffa program
03. 04. 2008
0 views

ans1 ffa program

Jonah
07. 04. 2008
0 views

Jonah

051208 Osawa
09. 10. 2007
0 views

051208 Osawa

3arq
18. 10. 2007
0 views

3arq

Bourgeat Siam
06. 12. 2007
0 views

Bourgeat Siam

allen
08. 04. 2008
0 views

allen

Fry 2005
10. 04. 2008
0 views

Fry 2005

ValueofNonpartisan
14. 04. 2008
0 views

ValueofNonpartisan

lovelock12
16. 04. 2008
0 views

lovelock12

Pumpkin SmallSat 2006
17. 04. 2008
0 views

Pumpkin SmallSat 2006

CSAM DOJ Briefing Day2
22. 04. 2008
0 views

CSAM DOJ Briefing Day2

SOUTHEAST pp
03. 01. 2008
0 views

SOUTHEAST pp

Arbetslagsplan 04 05
02. 11. 2007
0 views

Arbetslagsplan 04 05

dentist
06. 05. 2008
0 views

dentist

critical care slides
07. 05. 2008
0 views

critical care slides

origins
08. 05. 2008
0 views

origins

mas info
08. 05. 2008
0 views

mas info

18 4
22. 10. 2007
0 views

18 4

Vulvodynia
01. 05. 2008
0 views

Vulvodynia

014 Robot Control Architectures
02. 05. 2008
0 views

014 Robot Control Architectures

3678s1 03 schechter
02. 05. 2008
0 views

3678s1 03 schechter

Dana Guerrieri
02. 05. 2008
0 views

Dana Guerrieri

Anestezja
02. 05. 2008
0 views

Anestezja

lezersp1
15. 10. 2007
0 views

lezersp1

20050928 Yasuyuki Fuchita
09. 10. 2007
0 views

20050928 Yasuyuki Fuchita

S Pathi
16. 10. 2007
0 views

S Pathi

Thompson Adjusted
30. 04. 2008
0 views

Thompson Adjusted

Poretti dscut Gdor CW8
15. 11. 2007
0 views

Poretti dscut Gdor CW8

2002 04 maintenance
19. 11. 2007
0 views

2002 04 maintenance

N1 Richard News from ELAN Paris
29. 09. 2007
0 views

N1 Richard News from ELAN Paris

cal20050303
09. 10. 2007
0 views

cal20050303

2007 FL GHC ICC Tezak Kilcollins
05. 10. 2007
0 views

2007 FL GHC ICC Tezak Kilcollins

TUD About the institution
18. 03. 2008
0 views

TUD About the institution

iPOP2007 OIF Berthold
09. 10. 2007
0 views

iPOP2007 OIF Berthold

patricia arsene
15. 10. 2007
0 views

patricia arsene

IHS 2003
27. 03. 2008
0 views

IHS 2003

MOTIVATE 1 slides
29. 10. 2007
0 views

MOTIVATE 1 slides

Alia2003
05. 10. 2007
0 views

Alia2003

RE SUNUM ppt2
23. 11. 2007
0 views

RE SUNUM ppt2

grid2000 welcome
17. 10. 2007
0 views

grid2000 welcome

Larry
07. 01. 2008
0 views

Larry

Abel
25. 10. 2007
0 views

Abel

Weitz Tracy 1 24 07
03. 01. 2008
0 views

Weitz Tracy 1 24 07

del rel
07. 11. 2007
0 views

del rel

ilc analyse
23. 10. 2007
0 views

ilc analyse

CAS 07 MDHS
02. 05. 2008
0 views

CAS 07 MDHS