O poder e os seus delírios

Information about O poder e os seus delírios

Published on August 2, 2009

Author: Yhollaender

Source: authorstream.com

Content

Slide 1: “Só há duas coisas infinitas... o Universo... Einstein sentenciou.... e a estupidez humana... Slide 2: ...mas não estou muito seguro da primeira. Slide 3: ...da segunda, pode-se observar como nos destruímos só para demonstrar quem pode mais.” Slide 4: A ânsia de poder e seus delírios... Desafiando as grandes potências, a Coréia do Norte realizou os únicos dois testes nucleares deste século. Por quê ela deseja a bomba? Segundo os analistas, mais como instrumento de barganha, de “chantagem diplomática” em sua condição de país miserável, num contexto internacional regido pela desigualdade e pelo medo. Slide 5: Mal detonou sua bomba-teste, ela já arreganhou os dentes para sua irmã de berço, a Coréia do Sul. Na relação entre as Coréias, tem-se a fotografia em tamanho “pôster” do dilema humano... Slide 6: ...enquanto os coreanos do sul vigiam inquietamente suas fronteiras... Slide 7: ...os do norte celebram o status atômico com festas nas ruas. Slide 8: ...desgraça de uns... Slide 9: ...alegria de outros. Slide 10: De posse do poder sobre o átomo... o que fará a Coréia do Norte? Slide 11: Se conseguiu isso como país pobre e isolado, quanto demorará para que tal poder caia em mãos extremistas... Slide 12: já embalado para “consumo”... Slide 13: – podendo vitimar qualquer ponto do planeta? Essa é a maior preocupação dos líderes mundiais, talvez contribuindo para incentivar esforços a fim de atenuar desigualdades. Slide 14: O mal da violência não pode ser resolvido com a violência. Slide 15: Durante os anos da Guerra Fria... várias vezes corremos o risco de que algum dono do mundo apertasse o “botão”, pondo fim, talvez, ao gênero humano. Naquela época, porém, os donos eram apenas dois... Slide 16: “O mundo é você mesmo”... - Krishnamurti - Slide 17: O que fazem as grandes ou pequenas potências... Slide 18: ...do que fazemos no dia-a-dia... não é diferente Slide 19: Em grupos de qualquer tamanho, a partir dos casais... a convivência entre as pessoas – desde que fundamentada em algum tipo de dependência ... ...tem por base o exercício do poder, da intimidação. Slide 20: Aí, a questão é saber “quem pode mais...” ...como assinala Einstein Slide 21: “Delineia-se, dessa maneira... a pequena/grande tragédia de nossas vidas. .. Relacionamento é fundamental. Porém, se o medo está na sua base, que tipo de convivência propicia? Slide 22: Mesmo nos lares, para obter alguma colaboração dos filhos, as mães costumam apelar... “Se você não fizer isso, não lhe dou (ou tiro) aquilo” Slide 23: Usam a “técnica” da chantagem, abdicando do essencial, mas oneroso recurso da conscientização ...exige tempo, autoconfiança, energia... Slide 24: ... Registrado na memória dos jovens como atalho entre o “desejar” e o “ter”... Slide 25: ...com reforço dos games e filmes de violência ... – tal exemplo pode levá-los a usar a técnica depois, extorquindo pessoas... Slide 26: ...ditando condições a outros países com uma bomba à mão. Ou... Slide 27: No caso da Coréia do Norte, as potências de alguma forma ameaçadas retribuem com suas próprias ameaças. Slide 28: Há longo tempo aquele país faz o jogo de “ceder” e “rebelar-se”... para ganhar poder... Slide 29: No fundo, porém, ele apenas segue o rastro das potências maiores, freqüentemente elevadas a essa condição não apenas pelo valor de seu povo, mas também pela exploração ou intimidação de outros povos, inclusive com o terrorismo econômico. Slide 30: Assim... O problema não está na Coréia do Norte... Slide 31: Está no mundo inteiro... em mim, em você.... Slide 32: Presos ao ego sequioso de poder... todos sofremos ou causamos algum tipo de medo. Slide 33: Só conscientizando-nos disso... (consciência e medo são incompatíveis) ...poderemos evitar que certa previsão de Einstein se torne realidade. Slide 34: Perguntado como seria a terceira guerra mundial, respondeu... Slide 35: ...“A terceira eu não sei... Slide 36: ...mas a quarta será com pedras e paus”... Slide 37: “Inflama-me poente, Faz-me perfume e chama. Que meu coração seja igual a ti, poente. Descubra em mim o que é eterno, o que arde, o que ama. E o vento do esquecimento arraste o que é doente.” - Jimenez- Slide 38: Criação: Tea Lótus Texto Adaptado: Walter Barbosa [email protected] www.educbesant.org.br Adaptação para flash: Yolanda PONTO DO POWER POINT

Related presentations


Other presentations created by Yhollaender

O Jardim do Grande Espírito
23. 02. 2010
0 views

O Jardim do Grande Espírito

Rádios dos Anos 70
15. 05. 2009
0 views

Rádios dos Anos 70

Viaje pela noite
05. 06. 2009
0 views

Viaje pela noite

Mensagem realista
06. 06. 2009
0 views

Mensagem realista

Provérbios, formas e cores
07. 06. 2009
0 views

Provérbios, formas e cores

Tudo depende de mim
16. 06. 2009
0 views

Tudo depende de mim

O dia de hoje
21. 06. 2009
0 views

O dia de hoje

Ideias para as férias
30. 06. 2009
0 views

Ideias para as férias

Monumentos insuperáveis
05. 07. 2009
0 views

Monumentos insuperáveis

Tudo tem seu tempo
21. 06. 2009
0 views

Tudo tem seu tempo

Vocabulário para os Netos
25. 07. 2009
0 views

Vocabulário para os Netos

Ao longo do Danúbio
29. 07. 2009
0 views

Ao longo do Danúbio

O Convite
30. 07. 2009
0 views

O Convite

Carta de uma mãe
01. 08. 2009
0 views

Carta de uma mãe

Os sete princípios
04. 08. 2009
0 views

Os sete princípios

Um só Deus
05. 08. 2009
0 views

Um só Deus

O melhor comercial sobre PAZ
31. 07. 2009
0 views

O melhor comercial sobre PAZ

Filhos são como navios
08. 08. 2009
0 views

Filhos são como navios

As nove respostas de um sábio
15. 08. 2009
0 views

As nove respostas de um sábio

Muito além de uma porta
21. 08. 2009
0 views

Muito além de uma porta

Elegância
22. 08. 2009
0 views

Elegância

Retribuir e transferir
25. 08. 2009
0 views

Retribuir e transferir

Coisas que a vida ensina
29. 08. 2009
0 views

Coisas que a vida ensina

Morre lentamente
30. 08. 2009
0 views

Morre lentamente

Canyon Guartelá
05. 09. 2009
0 views

Canyon Guartelá

Tudo são maneiras de ver
12. 09. 2009
0 views

Tudo são maneiras de ver

O reverso da Mídia
17. 09. 2009
0 views

O reverso da Mídia

Jardim Romântico
21. 09. 2009
0 views

Jardim Romântico

Abelhas indígenas sem ferrão
02. 10. 2009
0 views

Abelhas indígenas sem ferrão

O Vôo do Rato
19. 10. 2009
0 views

O Vôo do Rato

Estações
02. 06. 2009
0 views

Estações

Uma num milhão de disparos
18. 08. 2009
0 views

Uma num milhão de disparos

Arte em miniatura
11. 08. 2009
0 views

Arte em miniatura

Pérolas de luz
02. 12. 2009
0 views

Pérolas de luz

Onde foi parar o Tempo?
27. 11. 2009
0 views

Onde foi parar o Tempo?

Noosfera
01. 12. 2009
0 views

Noosfera

Arte Digital Parte III
06. 12. 2009
0 views

Arte Digital Parte III

Arte  Digital  Parte  1
04. 12. 2009
0 views

Arte Digital Parte 1

Arte Digital Parte II
05. 12. 2009
0 views

Arte Digital Parte II

Ter fé
14. 12. 2009
0 views

Ter fé

Gratidão de Amigo
15. 12. 2009
0 views

Gratidão de Amigo

Desvio de Rota
17. 12. 2009
0 views

Desvio de Rota

Lirios
20. 12. 2009
0 views

Lirios

Presente para Jesus
21. 12. 2009
0 views

Presente para Jesus

Quero eu Senhor
22. 12. 2009
0 views

Quero eu Senhor

Procura-Se  Um  Amante
11. 06. 2009
0 views

Procura-Se Um Amante

O Espetáculo da Vida
26. 12. 2009
0 views

O Espetáculo da Vida

Oração de Final Ano
27. 12. 2009
0 views

Oração de Final Ano

Feliz 2010
05. 01. 2010
0 views

Feliz 2010

As Cores da Vida
02. 01. 2010
0 views

As Cores da Vida